Saúde

  1. Melhorando a Saúde

             Saúde é um tema extremamente importante. Sem saúde não vivemos bem, não produzimos, não estamos felizes. Muito se escreve sobre ele.
Sendo assim, vamos transcrever sobre conselhos sobre saúde, mas à luz divina, da escritora Ellen White.

          Procurai desenvolver hábitos simples e utilizar alimentos naturais. Se já houve um tempo em que o regime alimentar devesse ser da mais simples qualidade, esse tempo é agora. Não devemos, de preferência, por carne à mesa, principalmente a vermelha. Cereais e frutas preparados sem gordura, e no estado mais natural possível, devem ser o alimento para as mesas de todos os que anseiam ter saúde e viver com qualidade de vida. Quanto maior o regime for natural, mais saudável será. A satisfação do paladar não deve ser tomada inconsiderada a não provocar males físicos, intelectuais e até morais.

  • Exercícios Físicos

          Se os sedentários querem obter saúde, não devem deixar de exercitarem-se, ou diminuirão sua força muscular e aumentarão sua debilidade corporal. Se prender um braço por uma semana, quando forem usá-lo, observarão que ele estará muito mais enfraquecido. Estar inativo, parado, conduz ao mesmo efeito em todo o sistema muscular. A circulação sanguínea, logo, não fica totalmente capaz de expelir as impurezas como estaria ativa  se estivesse sendo produzida pelas atividades físicas. Permitindo-se a temperatura, o clima, todos que puderem devem caminhar ao ar livre diariamente, tanto no verão quanto no inverno, com roupas adequadas, os pés com calçados apropriados, protegidos. Uma        caminhada mesmo que seja no inverno é muito mais benéfica do que remédios prescritos: ativa todo nosso organismo e nosso sistema corporal. Aqueles que tem esta possibilidade, é preferível andar a pé a andar de algum transporte como carro, ônibus. Seus músculos e veias capacitam-se desempenhando suas funções. Aumentará sua vitalidade que é largamente precisa à saúde. Os pulmões atuarão indispensavelmente, sendo preenchidos adequadamente, porque fica impossível, com o ar puro revigorado de uma manhã,  não encher os pulmões, mesmo sendo inverno.

          O exercício facilitará também o atuar da digestão. Após  o alimentar, caminhar ao ar livre, cabeça ereta, ombros pra trás, com exercícios comedidos, serão de grande valia. O pensamento próprio se desviará para a natureza pois não se concentrando no estômago será muito melhor. Caso esteja temeroso que algum alimento vá lhe ser prejudicial, pense em algo alegre e não em preocupação esquecendo de si mesmo.

  • Resfriado e Ar Frio

Pensam alguns que por estarem resfriados, devem evitar sair para o lado de fora de casa, e intensificar a temperatura da casa ate aquece-la, pensando que o ar frio fará com que piorem. Ledo engano. Nosso sistema se desorganiza, os poros retraem-se pelos resíduos, o organismo interior padece inflamações, pois o sangue que se tornou frio, vem a superfície e é jogado sobre eles. Não se deve negar aos pulmões o ar fresco e puro. Se o ar puro é preciso,   é justamente quando nosso organismo está debilitado. O exercício conveniente conduzirá o sangue e amenizará os órgãos internos. Atividade no exercício leve, ao ar livre, com entusiasmo, promove a circulação, causando um rubor saudável, levando o sangue, repleto do ar puro, as extensões corporais. O estomago enfermo será beneficiado pelo exercício. São diversas as indicações, porém sendo temperante e se exercitando, teremos mais saúde.  Exercícios, utilização do ar e uso da luz solar, são bençãos direcionadas que dão vida e resistência ao enfermo.

  • Inatividade e Fraqueza

         Os que não utilizam seus membros diariamente, notarão sua fraqueza quando forem exercitarem. Seus músculos não terão  desempenho satisfatório. O exercício comedido se transforma em energia muscular, que sem exercício ficarão flácidos e fracos. Exercícios fortalecem rins, fígado e pulmões que melhor desempenho terão. Desenvolvendo a força de vontade, energia comunica-se ao sistema nervoso mais energia. Denotará em breve tempo os benefícios do exercitar que não conseguirão passar sem esta benção. Se privar os pulmões de ar, seria como uma pessoa com fome sem fornecer-lhe algum alimento. Até fica se mais tempo sem alimento que sem ar, sendo este o alimento  divino providenciado aos pulmões.

  • Ar Puro e Luz Solar

          Não se deve privar os enfermos de ar fresco, com clima agradável. É certo que nem sempre a acomodação é adequada com aberturas para que se flua o ar sem que ocasione corrente de ar que causem resfriamento. Sendo assim, deve-se optar por portas e janelas ao lado que permita o ar no ambiente dos doentes. Tal ar proporciona mais bem a eles que muitos medicações e eles necessitam muito mais que seu próprio alimento. Eles se sentirão melhor, se restabelecerão mais rapidamente se privadas de alimento que do ar.

           Alguns ficam limitados por dias e mesmo meses, sem sol, ar, sem luz exterior, sem se revigorar, como se inimigos mortais fossem, quando justamente neles é que se concentram seu remédio. Estas medicações providas pelo Senhor Deus, sem paga, grátis, caídas no descaso, são por muitos achadas como desvalorizadas e até mesmo assustadoras, adotam substâncias maléficas com total atenção.

         Muitos tem definhado por ausência de  ar puro e água que os vivificariam.  Outros que são um peso para si e alheio, não imaginam sua vida sem dependência  de doutores e medicamentos. Previnem-se contra o uso de ar e água. Precisam ser por eles abençoados para curarem-se. Se lhe dessem estas informações, não utilizassem estes remédios, habituassem caminhar ao ar livre, ao ar no interior da casa tanto no verão como no inverno, a água límpida para tomar e banhar-se, tornar-se-iam mais saudáveis.

  •  Cuidado Extra

            Não se deve esquecer, logicamente, da saúde dos cuidadores que estarão diariamente lado a lado dos que necessitam cuidados, que são dependente. É imprescindível serem de boa saúde, não possuírem problemas com algum organismo que os contaminem. Senão, seria em vão e falta de responsabilidade a proximidade com os dependentes. A atenção deve ser redobrada. Exames periódicos devem ser retratados. Enfermos devem ser tratados de modo especial, pois sempre estão muito vulneráveis e debilitados.

          Os cuidadores, tem uma missão a cumprir, se são faltosos e se não a cumprem à altura, Deus não opera.

  • Influencia do Ar

         Ar: inapreciável doação divina, obtida por todos, em que todos podem  lançar mão,  desfrutar sua  restauradora influencia, se não lhe impedirdes a entrada. Tenham afeto, sejam receptivos e ele se transforma em suntuoso tranquilizante aos nervos. O ar deve circular constantemente para que se purifique. O ar fresco e puro causa uma corrente de forma saudável em todo nosso organismo. Esfria o físico produzindo vigor e resistência, enquanto nos fornece bem estar mental estruturando nossa paz e serenidade. Facilita a digestão, motiva o apetite e proporciona um sono agradável.

          Durante a infância, muitos são impregnados com a crença que o ar noturno é prejudicial. Portanto, ele é omitido dos quartos. Para seu desconforto, as janelas e portas de seus ambientes de dormir ficam trancadas, para que os previna do ar que acreditam ser perigoso. Estão nestes pensamentos equivocados.  A amenidade da temperatura acontece ao anoitecer, sendo então preciso cuidar do resfriamento agasalhando-se, mas o ar puro deve ser liberado aos pulmões. Muitas enfermidades acometem as pessoas por se privarem de ar puro a noite em seus quartos. Tal ar puro do espaço é mais uma das muitas bençãos que devemos usufruir.

  • Higiene Direcionada

          Ao acontecer uma enfermidade grave num lar, precisa-se fortemente  que seus membros atentem as regras de contaminação, a modo alimentar, para manterem-se sadios e se  fortificarem contra a doença. Desde o inicio, é relevante manter o quarto do doente ventilado adequadamente. É de grande beneficio  a ele, e intensamente necessário para que conserve sãos aqueles forçados a lidar durante muito tempo ao lado dele.

          Enorme fardo sofredor seria extinto se todos agissem de maneira a evitar a doença, seguindo rigorosamente as regras da saúde. Restritos hábitos higiênicos precisam ser mantidos. A maioria ao estarem bem, não se dão ao cuidado de permanecer com saúde.Descuidam de algum hábito pessoal, não conservam a limpeza das roupas. Impurezas e germes são expelidos pelo corpo, e se a pele não se mantém sadia os poros sobrecarregam a pele   tais impurezas. Se não conservam as vestimentas limpas com frequência, ventiladas, formam-se substancias imundas produzidas pelo corpo. E se a roupa não está livre destas impurezas, serão reabsorvidas pelos poros. Se o corpo não expele estas substancias nocivas, penetram no sangue e seguem para os órgão. Nosso sistema, para libertar-se das matérias tóxicas, empenha-se demasiadamente, provocando febres nomeadas doença. Portanto, se os enfermos cooperassem com o organismo em seu desempenho ingerindo água pura, gradualmente, seriam prevenidos muitos males. Porém, muitos ao invés de excluir a substancia tóxica, fazem uso de coisas letais a fim de retirar o tóxico no organismo.

          Todos conhecessem a amplitude salutar dos cuidados higiênicos integrais, empenhariam seus atos em extinguir toda impureza de si próprio, do lar e ao redor. Uma parte deposita substancias em decomposição próximas a residencia. Desconhecem estes resultados. Desta decomposição é emanada um produto chamado chorume e um gas no ar que intoxicam. Ao inspirar este ar, o sangue fica impuro, afeta-se os pulmões e todo o sistema corporal.Inúmeras enfermidades são o produto inalado com estas substancias em decomposição.

        Diversas pessoas são atormentadas por febre, alguns se vão e outros culpam a Deus quando na verdade a unica origem causadora foi sua negligencia.Todos os quais prezem saúde devem atentar para cuidar do lar e arredores.

          Nas instruções divinas requerem-se remoção das impurezas das vestes e pessoais. Quem se encontrasse com impurezas eram remanejados ate a tarde do acampamento tendo que se banhar lavar as roupas para poder serem admitidos novamente. E ao redor implicava uma grande distancia para os dejetos enterrados.

          O mesmo Deus ainda define aos que ama.

  • Hábitos Físicos e o Espiritual

         Ao nós se definiu o caráter de Daniel que nos mostrou o favor de Deus pela nossa índole pervertida pelo pecar. Suas atitudes favoráveis , sua vida desprovida é um enorme estímulo para o ser humano. Absorvendo sua força, conseguimos enfrentar  o mal, e inabalavelmente na graça da brandura, manter-nos pelo correto em mais duras lutas.

         Ele poderia dar um pretexto plausível de seus costumes na temperança; decidiu honrar a Deus, que lhe era mais precioso. O serviçal, desconhecendo as normas de temperança, que se debilitassem ele e seus amigos, temeu desagradar o rei. Enfim, sua questão foi deferida.  Suas aparências, sabedoria e inteligencia se elevaram provando o aspecto mais correto no alimentar.

           Pessoas glutonas não observam as bençãos e sob uma carga de doenças, causados por hábitos inexatos de alimentação. Enfraquecem seu sistema digestório ao aquiescerem com o apetite corrompido. Conselhos ideais devem dar-lhes um alerta. Mesmo os cristãos devem ser orientados a seguirem bons hábitos, ou tal intenção pervertida alimentar é sem fundamento.

  • Alimentação

        Se comemos em demasia, mesmo que seja um ótimo alimento, isto conduz a moral enfermiça. Se o alimento, então, não for o correto, os danos serão maiores. Todo costume não resultando em bom trabalho dos órgãos, corrompe nosso intelecto. E se possuímos hábitos maus seja no beber ou seja no comer, promovemos o modo de pensar e  atuação errôneas.

         Se transigimos com o apetite, o estômago torna-se disfuncional e o fígado alterado. Urge bastante cuidar com cada alimento que utilizamos em nossa nutrição.

          Há momentos que exageramos quando vamos nos alimentar e colocamos uma quantidade maior. O ideal seria não encher o estomago, sentir um pouco de fome. Porém, não fomos educados a agir desta maneira  comendo até estar muito satisfeitos, com o estomago muito cheio. Isto é prejudicial e desagradável: provoca sonolência e menor desempenho.

              Alguns, via de regra, não dominam seu apetite; mas sacrificam seu paladar a custo de sua saúde. Perdem energia, tornam-se lentos e sua memória é alterada. Empaturram-se sem medida ao se alimentar.

            Há que se esperar uma amostra correta  de préstimos  a Deus e às pessoas, implicando a posse de  percepções clarificadas dos atos requeridos. Em nosso cotidiano, devemos utilizar alimentação simples, com um plano de cozimento o mais natural escolhido. Isto  a fim de que nosso sistema nervoso não se sobrecarregue e nem nosso cérebro  se debilite, estagne ou fique em torpor provocando escassez de discernimento mental e espiritual.

  • Venenos Ardilosos

        Observar alguns venenos como fumo, licores, coquetéis, batidas, cervejas, vodcas, Whisky dentre outros e especialmente drogas, são cogitáveis. Nem deveriam comentar-se que são prejudiciais e os malefícios para a saúde e vida. Não provem e nem se aproximem deles sempre.

        O café preto, o chá preto e a erva-mate são muito estimulantes, contém cafeína e provocam insonia. Devem ser evitados. Porém o  se houver algum desconforto estomacal, podem ser utilizados chá preto e até erva-mate, até que aconteça a melhora.

         Cuidado com o vício de tomar medicamentos e usa-los sem a consulta do profissional adequado.  É tão prejudicial quanto o uso de drogas. Não alimente este mau costume.

  • Natureza e Remédios

          A natureza é provida de grande diversidade de elementos produtos  revigorantes para a saúde. Ela tem a força para acomodar o bem estar que é corrompido em suas leis, causando enfermidades. Tem poder terapêutico e  formas de aplicação bem distintas. Todos deviam se apropriarem dos meios terapêuticos da natureza de forma os aplicar. O uso destes remédios requer muita atenção, estudo e pesquisa a fim de que não os utilize erroneamente. Há muitas ervas, folhas, raízes e sementes com seu uso disponível e com excelente principio ativo, que mesmo até eles devem ter manuseio adequados.

  • Roupas Adequadas

            Por incrível que possa parecer, até mesmo as vestimentas tem seu papel na saúde.  Enfermos necessitam vestes apropriadas de acordo com o estado de saúde apresentado. Não é porque estão doentes que devem estar encapotados, sufocados no inverno. Também não precisam manter-se em descoberto, com tecidos finos, leves, rebaixando sua temperatura corporal sem nenhum critério, no verão. Existem tecidos que causam alergias na pele ou respiratórias. Outros são tão leves, que a circulação e a temperatura descem, causando resfriados. No inverno, então, tecidos quentes  e no verão tecidos mais finos e menos abundantes, de preferencia de cores claras. Haja planejamento para se incrementar a adequação do vestuário,em cada estação.

  • Banhos

          O banhar-se nunca deve ser negligenciado por quem é saudável. No mínimo dois banhos: um cedo e outro ao fim do dia após o trabalho ou antes de dormir. Quem não possui saúde contém sangue impuro e sua pele não tem qualidade sadia. A enormidade de poros que conduz o ar para nosso corpo, mostra-se impedidos de resíduos. É preciso que a pele esteja rigorosamente livre de sujeiras,  para o bom desempenho dos poros  nos livrando das impurezas. Sendo assim, os que são mais frágeis, que adoecem com mais frequência,  carecem das vantagens dos banhos.

         Esteja o individuo com saúde ou enfermo, a respiração traduz-se mais  acessível e livre se o banho for praticado. Os músculos ficam mais maleáveis, o físico e entendimento revigorizados, o intelecto claro e cada faculdade mental fortalecida. O banho é um tranquilizante neural, causando bem estar. Incentiva a transpiração, ativa a circulação, atua nas obstruções orgânicas, opera favoravelmente nos rins e trato urinário. Favorece o intestinos, estomago e fígado, transmite energia e renova a vida de cada pessoa. Facilita a digestão, e em vez de debilitar, fortifica o organismo. Ao contrario de elevar as condições de resfriados, um banho corretamente tomado, previne contra eles, porquanto acelera a circulação, induz o sangue à superfície resultando nu fluxo do sangue mais livre e controlado pelos vasos sanguíneos.

  • Alimento e Saúde

         O emprego das energias vitais deve ser de forma que o lucro possa ser alcançado a contento.

         Se não procedemos bem, a comunicação com o Senhor é afetada. Nossas funções mentais devem ser cultivadas a se direcionar  ao Criador e ao próximo.

         Nosso principal objetivo é focar em nosso enriquecimento pessoal. Ele dita o que somos impelindo-nos a desprover-nos do egocentrismo, apontar nosso pensamento nos que estão ao redor. Aperfeiçoar cada faculdade própria em nível elevado deve ser uma tônica na vida.

Carnes Vermelhas

A incidência de se contrair enfermidades é muitas vezes maior com o uso da carne vermelha. Ficamos muito mais vulneráveis a elas.  Seu uso resulta em rebaixamento das funções intelectuais , físicas e morais.

Além disso, este hábito desorganiza todo o nosso sistema.

Cozinhar

Cozinhar é uma arte, uma terapia, muito agradável e gratificante. É prazeroso cozinhar. Porém, na atualidade, a vida exige que se trabalhe, que se aperfeiçoe, estude e se atualize. Por estes motivos não sobra tempo para se ensinar os filhos a cozinharem e nem se tem tempo disponibilizado para isto. Então lança-se mão de se alimentar fora e muitas vezes nem tão saudavelmente.Logo, muitas pessoas não sabem cozinhar. Mas, com as novas tecnologias há como se ajustar e se dedicar a aprender: há muitos programas de televisão e muitos cursos online, portanto não  pretexto não se aceita, basta se dedicar e querer.

A cozinha tem seu principal lugar numa casa. Seus alimentos bem feitos é que nutrem a família, que resulta numa vida saudável. Além disso, o momento reúne e liga a família, é um  elemento catalisador.